Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2010

J14 [F] CD PAÇO ARCOS

Última actualização: 21.02.2010 

 

O CD Mafra saiu derrotado de Paço de Arcos numa partida invulgar, não só pela evolução do marcador como pela táctica usada pelos dois técnicos a partir do meio da 2ª parte.

A 1ª parte foi uma repetição do que já tínhamos visto em Queijas. Desta vez,  o CD Mafra marcou 9 golos (em Queijas foram apenas 7 golos) e sofreu 7 golos sem resposta em apenas 4 minutos (2-2 aos 7m e aos 9-2 aos 11m). Estatísticas à parte, a forma de jogar foi praticamente a mesma da 1ª parte de Queijas: perante um adversário que pratica um andebol em velocidade, a nossa equipa respondeu de forma muito lenta e sem explorar o contra-ataque (de tal forma que o CD Paço de Arcos teve sempre tempo de trocar um jogador para defender).  Para além da falta de velocidade, o ataque organizado da nossa equipa não permitiu criar os espaços necessários,  sendo afunilado para a zona central onde se "amontoavam" jogadores de ambas as equipas. Os próprios pontas fugiam para a zona frontal à baliza fazendo o papel que cabe ao central (chegámos a estar a jogar com pelo menos dois centrais!) procurando assistir os pivots (frequentemente dois pivots)  ou tentando o remate dos 8-9 metros, quase sempre interceptado pelos defesas ou pelo guarda-redes.  
O adversário soube aproveitar o atabalhoamento do ataque do CD Mafra para em contra-ataque ir alargando a vantagem no marcador, o que gerou grande ansiedade nos nossos jovens jogadores, levando-os a cometer mais erros grosseiros (maus passes e más recepções de bola). Do banco, tal como em Queijas, também não chegou nada de positivo: trocaram-se alguns jogadores (fazendo sair os que mais iam falhando) mas, não se mudou a estratégia, pelo que a desvantagem foi-se alargando e ao intervalo era de 10 golos (19-9)!
Na 2ª parte a nossa equipa entrou bastante melhor e conseguiu equilibrar a partida pelo que a diferença de 10 golos registada na 1ª parte manteve-se inalterada.  A partir dos 15 minutos (26-17) o CD Mafra através do Rodrigo Bento e depois através do Pedro Alexandre, passou a fazer marcação individual ao nº 3 Mauro Marques,  que vinha sendo o dinamizador do ataque e principal responsável pela vantagem obtida pelo CDPA. O técnico Vítor Marques respondeu a essa estratégia abdicando do guarda-redes, ou seja, jogando com um guarda-redes avançado, de modo a obter superioridade numérica no ataque. A estratégia do CD Mafra foi mais eficaz e a desvantagem foi-se desvanecendo, pelo que a 10 minutos do final era de apenas 4 golos (28-24). De cada vez que os nossos jogadores recuperavam a bola, lançavam-na rapidamente para a baliza, antes de o guarda-redes conseguir reposicionar-se, tendo conseguido obter 4 golos desta "estranha e rara” forma de jogar.
Apesar da notável recuperação, faltou alguma serenidade à equipa que lhe permitisse não falhar nos momentos cruciais do jogo. O CDPA ainda chegou a temer pelo resultado mas, soube gerir a vantagem com eficácia e por isso venceu com mérito.
Ficou claro que os nossos jogadores não têm ritmo nem condição física para suportar dois jogos intensos num período de tempo tão curto. Não está em causa o esforço e empenho dos nossos jogadores, aspectos em que foram todos verdadeiramente extraordinários mas, o certo, é que a equipa não treina o suficiente para suportar este ritmo competitivo e os resultados não se obtêm só com voluntarismo.  O adiamento deste jogo inicialmente previsto para dia 13 também não facilitou a tarefa do CD Mafra. Por um lado permitiu ao CDPA utilizar os jogadores do Campeonato Nacional (e foram pelo menos 4) e por outro lado, jogar no dia seguinte ao Carnaval e depois de um dia de trabalho é sempre complicado, até porque a rapaziada não vive só para o andebol…
Em termos individuais todos cometeram demasiados erros, embora como já referido, todos tenham sido muito esforçados. A distinção de Melhor em Campo é atribuída ao Miguel Gomes por ter sido o jogador que mais procurou jogar para o colectivo, até mesmo nos piores momentos da equipa em que cada um procurava resolver os problemas de forma individual.
No CDPA destaque para o júnior nº 4 Ricardo Ginja e, naturalmente para os jogadores que actuam habitualmente no Campeonato Nacional, o nº 7 Silvério Pacheco, o nº 10 Mário Navarro e, obviamente, o nº 3 Mauro Marques claramente o melhor jogador da partida. Apenas uma breve nota de desagrado para a linguagem utilizada por alguns jogadores que retira brilho ao espectáculo e pode ser ofensiva para quem assiste. A dupla de árbitros esteve muito bem tendo apenas deixado escapar o facto de o CDPA ter chegado a jogar com 8 elementos, facto ainda assim desculpável dada a táctica atípica utilizada na 2ª parte. Refira-se que o lapso só não passou despercebido ao Pedro Alexandre que alertou para a situação.
O técnico João Augusto tem pela frente um enorme desafio que vai muito além dos aspectos técnicos e tácticos. Recuperar a equipa para o difícil jogo da próxima jornada em Runa não é tarefa fácil mas, mais importante do que isso será preparar a equipa para as duas jornadas duplas que ainda vão ser realizadas (a 6/7 e a 26/27 Março). A equipa tem vindo a regredir de jogo para jogo, vivendo essencialmente do talento do Pedro Alexandre e do poder de remate do Diogo Gaspar. A equipa está menos confiante, joga com menos alegria e vivacidade, denotando dificuldades em por em prática aquilo que melhor saber fazer, que é jogar em velocidade (conforme é reconhecido por todos os adversários).  Denota-se também uma baixa auto-estima entre os jogadores mais novos, que nuns casos se reflecte em excesso de individualismo e noutros casos em escusa a assumir riscos (não rematar, por exemplo, para não ser recriminado por falhar), pelo que o trabalho psicológico com os jogadores deve ser, na minha opinião, a principal prioridade, devendo ser desenvolvido num ambiente pedagógico de serenidade e positivismo que, todavia, não parece transparecer no grupo de trabalho. 

 

Fotos: António Fonseca

Publicado por Antonio Fonseca às 22:00

VISITANTES:


desde 30.09.07

NOTICIAS

FOTO DA SEMANA

EQUIPAS

TREINOS

VIDEOS

OPINIÃO

EDITOR

APOIOS

PAVILHÃO

Boa Tarde, venho informar de que o Campeonato Naci...
TREINOS (Nova Época):SENIORES: TER (20H-21H); QUI ...
Boas, alguem sabe se já estão a decorrer os trein...
Os jogos de apresentação dos escaloes do CD Mafra,...
JUNIORES E SENIORES - 2a feira, dia 1 de setembro,...
Mensagem importante : Informamos todos os atletas ...
não vai acabar? tens a certeza? só um conselho que...
Eu nao sei de nada , o que e que vai acabar?voce e...
o clube degradou-se, já não é o que era. é um club...
Rogersoares é o que se diz pela vila....