Sexta-feira, 12 de Março de 2010

J18 [C] ART

Última actualização: 12.03.2010 

O CD Mafra perdeu em casa com o ART, num jogo muito fraco. Venceu a melhor equipa mas, a partida não teve emoção nem espectacularidade. Num blog cujo lema é "O Andebol é um Espectáculo" falta-me vontade e paciência para descrever este jogo. A 1ª parte foi paupérrima com apenas 14 golos marcados (5-9 ao intervalo) a maioria deles de livre de 7 metros. Por volta dos 23 minutos de jogo o resultado era de 3-6. Sair de casa num Domingo chovoso para ver golos de livres de 7 metros não era propriamente o que eu estava à espera...

Na 2ª parte o jogo melhorou ligeiramente mas, ainda assim foi muito fraco. Valeram as saídas da baliza do nosso guarda-redes João Fiúza que animaram um pouco a bancada e quebraram o tédio que marcou toda a partida. A jogada e o golo do João Fiúza acabou por ser o momento mais espectacular de uma partida em que praticamente só os guarda-redes brilharam.
O ART é uma das melhores equipas deste Campeonato Regional apresentando jogadores experientes e no auge das suas capacidades físicas, estando todos na mesma faixa etária (24-26 anos de idade), o que não acontece com mais nenhuma outra equipa que, como se sabe, jogam com muitos juniores (CD Mafra, CD Paço de Arcos, GS Loures, NAAL Passos Manuel e 1º Dezembro) ou com muitos veteranos (Bairro Janeiro, GD Runa, CF Sassoeiros e UJ Alverca). É uma equipa defensivamente muito forte, que fecha muito bem os espaços e que não tem pejo em jogar duro para impedir o remate do adversário. Só existem duas formas de marcar golos ao ART: em contra-ataque rápido (antes de a defesa se reorganizar) ou... de livre de 7 metros! Não admira pois que metade dos golos do CD Mafra tenham sido marcados de livre de 7 metros (num total de 9 livres de 7 metros a favor do CD Mafra e ainda ficaram alguns por assinalar...). Na zona defensiva do ART ninguém passa e quem se atrever a passar fica marcado. Foi o que aconteceu aos nossos jogadores nas raras vezes que conseguiram chegar à linha dos 6 metros. Na baliza, o ART tem um excelente guarda-redes (Paulo Silva). Em termos ofensivos o ART assenta o seu jogo na velocidade e criatividade do nº 18 Igor Santos (um dos melhores jogadores deste Campeonato Regional) e na capacidade de remate do nº 7 Bruno Mota e do nº 2 Vitor Duarte (6 golos), jogador de elevada estatura física.
Quanto ao CD Mafra, a equipa mostrou-se muito desgastada fisicamente em consequência do jogo do dia anterior em Sassoeiros. É sabido que os nossos jogadores não treinam o suficiente para aguentarem dois jogos em dias consecutivos mantendo um elevado nível o que, em boa parte, justifica a derrota, sem querer tirar mérito ao ART que, como já referi, foi a equipa que esteve menos mal, sendo por isso um justo vencedor. Não faltou raça e empenho aos jogadores do CD Mafra mas, o certo é que as coisas não sairam tão bem como habitual.
Com o Miguel Gomes ainda condicionado pela lesão do dia anterior e com os "veteranos" Ricardo Carmezim e Pedro Alexandre muito agastados fisicamente, o CD Mafra sofreu mais uma contrariedade logo nos minutos iniciais da partida. Num remate aos 6 metros o André Carioca (teoricamente um dos jogadores fisicamente mais folgado em virtude de não ter disputado a 2ª parte em Sassoeiros) lesionou-se na queda, após ter sido rasteirado por um adversário (falta que não foi sequer considerada pela dupla de arbitragem) e fez todo o jogo também condicionado.
Destaque para o excelente desempenho do Manuel Girão que "arrancou" ao adversário 5 livres de 7 metros (foi pena não ter marcado o golo que tanto merecia). Contudo este jogador continua a ter um tratamento discriminatório por parte do árbitro Marcelo Rodrigues que provavelmente ainda tem incidente de Queijas mal resolvido (incidente que ele próprio criou), usando com o Manuel Girão um critério mais severo que aos restantes jogadores (incluindo os do CD Mafra) acabando mesmo por o desqualificar.
O "homem do jogo" foi o João Fiúza, com um bom lote de defesas fantásticas! A defesa do 7 metros do nº 2 do ART, incluindo a recarga, perdurará na minha memória!
A arbitragem foi fraca (a condizer com o jogo) tendo estado muito mal a nível disciplinar, não aplicando as sanções como determinam as regras. Ocorreram mesmo duas situações na 2ª parte que andaram próximo da agressão, sem qualquer tipo de advertência por parte dos árbitros. Penso que o nº 18 do ART poderia ter evitado bater com a bola na cara do André Carioca tal como o nº 17 poderia ter evitado bater na cara do Miguel Gomes já depois de de este ter rematado à baliza com sucesso. Apesar disso, atribuo uma nota positiva a esta dupla de árbitros só pelo facto de terem comparecido. Acho que foi um mal menor pois, pelo que vi, não quero sequer imaginar o que seria este jogo sem árbitros oficiais... 

 

  

JOGOS ANTERIORES

      

Publicado por Antonio Fonseca às 23:05
| COMENTAR
3 comentários:
De OB a 12 de Março de 2010 às 15:40
Gostava imenso que o André Carioca voltasse a usar a fita vermelha as bolinhas, acho que o favorecia mais.

OB
De OB a 12 de Março de 2010 às 15:32
Acho mal o guarda-redes João Fiuza não dedicar as suas defesas a namorada, qualquer dia a roubo dele.

OB
De OB a 12 de Março de 2010 às 15:26
com todo o respeito acho mal não estarem as fotos das vossas beldades de mafra, as 2 de franja e a outra de cabelo comprido, que vão assinstir a todos os jogos dos juniores em casa

com os melhores cumprimentos,
OB

Comentar post

VISITANTES:


desde 30.09.07

NOTICIAS

FOTO DA SEMANA

EQUIPAS

TREINOS

VIDEOS

OPINIÃO

EDITOR

APOIOS

PAVILHÃO

Boa Tarde, venho informar de que o Campeonato Naci...
TREINOS (Nova Época):SENIORES: TER (20H-21H); QUI ...
Boas, alguem sabe se já estão a decorrer os trein...
Os jogos de apresentação dos escaloes do CD Mafra,...
JUNIORES E SENIORES - 2a feira, dia 1 de setembro,...
Mensagem importante : Informamos todos os atletas ...
não vai acabar? tens a certeza? só um conselho que...
Eu nao sei de nada , o que e que vai acabar?voce e...
o clube degradou-se, já não é o que era. é um club...
Rogersoares é o que se diz pela vila....