Segunda-feira, 29 de Março de 2010

J22 [C] CD Paço de Arcos

Última actualização: 29.03.2010 

Foi um fim-de-semana muito difícil para os Juniores do CD Mafra. Para além das dificuldades que uma jornada dupla representa para a nossa equipa que, obviamente, não tem condições físicas para suportar tal ritmo, os adversários não podiam ser mais fortes: no Sábado a deslocação ao pavilhão do líder Bairro de Janeiro e no Domingo receberam o 2º classificado CD Paço de Arcos.

A complicar a situação, registaram-se algumas ausências de jogadores influentes: o Rodrigo Bento em férias no Algarve, o Pedro Mota a recuperar da lesão (foi muito bom já o podermos ter na bancada!), o Diogo Gaspar convocado para o difícil jogo dos Juvenis em Alverca e o Manuel Girão a acompanhar os nossos Minis e Infantis na digressão que os levou à Amadora, ao Alvalade XXI e à Idanha-a-Nova.

Apesar de todas essas contrariedades, o CD Mafra entrou muito bem no jogo com o CD Paço de Arcos conseguindo uma ligeira vantagem no marcador que só não foi mais ampliada porque a nossa defesa não se entendeu com as marcações aos jogadores adversários mais rematadores, o nº 8 Eduardo Bote e nº 11 Silvério Pacheco, jogadores fisicamente muito poderosos e com remates fortes e colocados. Ainda assim a vantagem do CD Mafra chegou a ser de 3 golos (10-7) por volta dos 17 minutos, altura em que o nosso técnico procedeu a algumas alterações na equipa. O João Fiúza que até aí tinha feito uma exibição notável na baliza (defendeu mais um livre de 7 metros e evitou alguns golos de contra-ataque) cedeu o seu lugar ao Tiago Miranda (que também veio a rubricar uma boa exibição), passando a jogar a lateral direito. O Pedro Alexandre que até então vinha sendo o melhor jogador da nossa equipa, “encostou” a ponta direito, onde ficou “esquecido” durante largos minutos…

Com um André Carioca visivelmente menos bem que o habitual e um João Fiúza com falta de ritmo (porque tem treinado apenas como guarda-redes) e um Pedro Alexandre “afastado” do jogo, apesar do empenho do Miguel Gomes em assistir mais os laterais e menos o pivot, a nossa equipa perdeu a eficácia de concretização e o CD Paço de Arcos recuperou da desvantagem, chegando ao intervalo a vencer por um golo (12-13).

Na 2ª parte as posições foram de novo corrigidas mas, o CD Paço de Arcos imprimiu muito mais velocidade à partida e alargou a vantagem logo nos primeiros minutos. O CD Mafra ainda reagiu e procurou evitar que o adversário ganhasse uma vantagem confortável pelo que por volta dos 10 minutos a diferença era de 3 golos (18-21). A partir daí a equipa quebrou fisicamente e o CD Paço de Arcos “arrancou” para uma vitória justa e folgada. Se até então a nossa equipa não tinha estado bem defensivamente, a partir daí foram concedidas demasiadas facilidades ao adversário. Apesar disso os nossos jogadores bateram-se com muita garra e brio, nunca abdicaram de lutar e foram amealhando alguns golos, evitando uma derrota mais pesada. Destaque para o excelente jogo do Miguel Gomes, com vários golos marcados em iniciativa individual e um bom lote de assistências de suprema execução técnica.

Mais uma boa exibição do João Fiúza na baliza. Destaque para a boa exibição do Zeca Pessoa, que soube aproveitar bem as oportunidades concretizando 3 golos! Destaque ainda para a eficácia goleadora do Ricardo Carmezim, que marcou 7 golos, a sua melhor marca desde que começou a jogar no CD Mafra, em Dezembro de 2009. Pena que em termos defensivos tenha estado um pouco abaixo daquilo a que nos habituou mas, em boa verdade, em termos defensivos todos estiveram menos bem. A distinção do Ricardo Carmezim como Melhor em Campo – a par do Miguel Gomes – pretende sobretudo homenagear o esforço e a dedicação deste atleta, que não falha um jogo desde que passou a integrar a equipa do CD Mafra e que conseguiu nesta partida o feito assinalável de marcar 7 golos!

Quanto ao CD Paço de Arcos, tal como já havíamos constatado no jogo da 1ª volta, trata-se de uma excelente equipa que justifica plenamente o 2º lugar que ocupa na classificação geral. Apresenta alguns jogadores habituados ao ritmo do Campeonato Nacional e isso constitui uma importante mais-valia para esta equipa. Para além dos já citados nº 8 Eduardo Bote e nº 11 Silvério Pacheco, tem dois excelentes guarda-redes (sobretudo o nº 1 Nuno Silva) e um jovem central muito promissor, o nº 4 André Ginja. Boa nota também para o nº 2 Wilson Semedo a quem foi dado menos tempo de jogo mas, mostrou ser um jogador ágil e muito rápido.

O árbitro não esteve bem e o facto de ter actuado sozinho não pode servir de atenuante para alguns (demasiados) erros grosseiros.

 

 

 

.
 
JOGOS ANTERIORES
Publicado por Antonio Fonseca às 23:30
| COMENTAR
2 comentários:
De João Augusto a 30 de Março de 2010 às 10:38
Os comentários técnicos do editor são sempre bem recebidos por mim, é bom haver mais pessoas a comentar tecnicamente o andebol com opiniões diversas, muitas vezes idênticas as minhas, outras vezes diferentes, pois é deste interesse já a muito demonstrado, que faz com que o andebol se desenvolva. Este fim-de-semana posso dizer que a equipa do CD Mafra esteve muito bem ao nível do ataque organizado mas menos bem na transição defesa-ataque bem como na defesa, tarefas que nos últimos jogos tinham sido realizadas com alguma eficácia. Os meus jogadores são uns heróis, "eles sabem porquê" é sempre mau perder, mas sem dúvida que estamos a percorrer um caminho e todos os caminhos têm zonas mas difíceis e outras mais fáceis de ultrapassar. No aspecto técnico do jogo contra o Paço de Arcos, foram feitas as alterações técnico tácticas com um único propósito, a gestão de esforço dos poucos jogadores que tinha para jogar, sabendo todos de todas as limitações físicas que tivemos para este jogo. Dentro das opções que tinha, considerando o cansaço que a posição de GR aufere, pôr o João a jogar a lateral o Pedro na ponta, o Zeca a descansar devido ás sucessivas entradas a 2º Pivot, o Miguel só a defender e trocar sucessivamente o Bruno com o Nuno, foi a opção que achei mais acertada para a abordagem ao jogo. Espero que o meu comentário contribua para a evolução do jogo.
De Antonio Fonseca a 30 de Março de 2010 às 12:44
João, agradeço o seu comentário. No essencial estamos de acordo. Conforme refiro nas duas crónicas deste fim de semana a equipa estava desfalcada mas, apesar disso bateu-se com grande brilhantismo. Gostaria de o felicitar pelo trabalho que tem vindo a desenvolver com os juniores. A época já vai longa, as dificuldades são muitas mas, o grupo continua unido e muito motivado, disputando cada jogo como se fosse o último jogo das suas vidas. Isto, é obviamente mérito seu!
Relativamente às minhas crónicas gostaria de relembrar que não comento às opções técnico-tácticas de nenhum treinador, pois nem sequer tenho conhecimentos de andebol para o fazer. As minhas crónicas visam informar e divulgar a modalidade em geral e o CD Mafra em particular. São crónicas descritivas dos factos do jogo, baseadas em observações. No caso concreto do jogo com o CDPA falo nas trocas de posições dos jogadores porque elas aconteceram de facto e marcaram o momento da viragem do jogo. Mas, em consciência ninguém pode relacionar esses dois factos pois as essas trocas podiam não ter sido feitas e as consequências até podiam ter sido piores. O jogo é isso mesmo, uma sucessão de incertezas e de opções e é nisso que reside a sua beleza.
Um abraço,
António Fonseca

Comentar post

VISITANTES:


desde 30.09.07

NOTICIAS

FOTO DA SEMANA

EQUIPAS

TREINOS

VIDEOS

OPINIÃO

EDITOR

APOIOS

PAVILHÃO

Boa Tarde, venho informar de que o Campeonato Naci...
TREINOS (Nova Época):SENIORES: TER (20H-21H); QUI ...
Boas, alguem sabe se já estão a decorrer os trein...
Os jogos de apresentação dos escaloes do CD Mafra,...
JUNIORES E SENIORES - 2a feira, dia 1 de setembro,...
Mensagem importante : Informamos todos os atletas ...
não vai acabar? tens a certeza? só um conselho que...
Eu nao sei de nada , o que e que vai acabar?voce e...
o clube degradou-se, já não é o que era. é um club...
Rogersoares é o que se diz pela vila....