Quinta-feira, 15 de Abril de 2010

J29 [C] CD PAÇO DE ARCOS

Última actualização: 23.05.2010

O CD Mafra alcançou hoje um inesperado mas muito merecido empate diante do Vice-Campeão Regional – CD Paço de Arcos – numa fantástica partida de andebol, emotiva e muito bem disputada por ambas as equipas, onde só a dupla de arbitragem destoou.

Depois da pesada derrota na semana passada em Almada (44-24) e sabendo que esta equipa do CD Paço de Arcos havia vencido o Almada AC (33-31), as expectativas para este encontro não eram certamente as melhores, até porque a nossa equipa saiu derrotada de ambos os confrontos do Campeonato Regional (29-32 fora e 27-35 em casa) e apresentou-se a este jogo mais uma vez bastante desfalcada.

O CD Mafra apresentou-se com os habituais 6 juniores de 1º ano e mais 2 juvenis (o guarda-redes Paulo Isidoro e o lateral Diogo Gaspar), que foram orientados pelo lesionado Pedro Alexandre (a recuperar da lesão no jogo em Sassoeiros) que, não podendo dar o seu contributo dentro de campo, substituiu o técnico João Augusto, o qual tem estado impedido de orientar a equipa.

Ausente nos últimos 7 jogos, o juvenil Diogo Gaspar regressou à equipa de Juniores (onde é uma importante mais-valia) depois de ontem ter marcado 18 golos na vitória dos Juvenis em Alverca (31-27).

Completavam-se exactamente 5 semanas (e 5 jogos) desde a última vez que a equipa havia jogado em casa (com o GD Runa). De facto, nos últimos tempos a equipa andou muito afastada do seu pavilhão: Alverca, Sassoeiros e Almada, para além de duas visitas ao NAAL Passos Manuel mas, sempre que regressa a “casa” esta equipa de Juniores parece renascer com uma alma e uma motivação acrescidas.

A 1ª parte foi muito equilibrada, embora o CD Paço de Arcos só tenha estado a perder uma única vez (2-1 aos 6 minutos). Aos 12 minutos o jogo estava empatado (5-5) quando os árbitros assinalam erradamente golo num livre de 7 metros em que a bola embateu na barra e no chão, sem que tenha ultrapassado a linha de golo. Este seria o primeiro “fantasma” da equipa de arbitragem, que esteve muito mal, acabando mesmo por perder o controlo da partida, cometendo demasiados erros grosseiros. A partir desses lance o CD Paço de Arcos teve sempre uma vantagem de 1 a 2 golos que conseguiu ampliar para 3 golos (15-12) mesmo sob o toque do intervalo, num surpreendente remate aos 12 metros, poderoso e colocado, do nº 2 Wilson Semedo que, a par do nº 3 Eduardo Bote, viria a ser um dos melhores e mais influentes jogadores em campo.

Na 2ª parte o CD Mafra procurou anular essa diferença de 3 golos mas, o certo é que a meio da 2ª parte o CD Paço de Arcos continuava com essa vantagem de 3 golos (21-24 aos 15 minutos da 2ª parte). O CD Mafra conseguiu então encurtar a vantagem que, por várias vezes chegou a ser de apenas 1 golo mas, quando parecia que o empate estava finalmente ao alcance da nossa equipa, o CD Paço de Arcos fazia um contra-ataque bem sucedido e reponha a vantagem nos 2 golos. A atitude dos nossos jogadores foi notável, trabalhando como umas “formiguinhas”e acreditando que o seu esforço seria recompensado. A 2 minutos do final, com o resultado em 29-30 a favor do CD Paço de Arcos o árbitro dá 2 minutos ao João Fiúza e desqualifica o técnico Pedro Alexandre. O CD Paço de Arcos ainda faz o 31º golo e tudo parece definitivamente perdido mas, os nossos bravos atletas nunca desistiram e conseguiram empatar a partida no último minuto, através de um livre de 7m do Miguel Gomes a que se seguiu uma recuperação de bola na marcação individual para o capitão Pedro Mota a 3 segundos do fim finalizar com êxito um belíssimo contra-ataque!

A nível individual todos os jogadores do CD Mafra estiveram em excelente nível e apesar de terem cometido pequenos erros, distingo todos com a nota máxima, pela atitude demonstrada e pelo empenho com que se bateram contra uma equipa mais rodada, melhor preparada e colectivamente superior. Com o Paulo Isidoro a rubricar uma excelente exibição na baliza, o João Fiúza pode mostrar as suas excelentes qualidades como lateral, tendo marcado 5 golos, um deles num bonito remate de anca. O André Carioca, o Nuno Aniceto e o Diogo Gaspar mostraram muita determinação a defender e o Miguel Gomes e o Pedro Mota foram decisivos na concretização.

Quanto ao CD Paço de Arcos, é como sabemos uma excelente equipa que joga bonito, com qualidade e com fair-play. Apresentou-se em Mafra com a sua habitual equipa, com alguns jogadores habituados ao ritmo do Campeonato Nacional (Mauro Marques e Silvério Pacheco estiveram ausentes). Para além dos já citados nº 2 Wilson Semedo e nº 3 Eduardo Bote (ambos com 10 golos, a melhor marca individual da partida) destaque para o guarda-redes Nuno Silva e para o ponta nº 19 Mário Navarro. O central nº 18 Ricardo Ginja também esteve bem embora um pouco abaixo daquilo que o vimos fazer nos jogos anteriores.

Quanto a arbitragem, foi tão mau que nem vale a pena dizer nada.

 
.
 
 
JOGOS ANTERIORES
        
Publicado por Antonio Fonseca às 08:26
| COMENTAR

VISITANTES:


desde 30.09.07

NOTICIAS

FOTO DA SEMANA

EQUIPAS

TREINOS

VIDEOS

OPINIÃO

EDITOR

APOIOS

PAVILHÃO

Boa Tarde, venho informar de que o Campeonato Naci...
TREINOS (Nova Época):SENIORES: TER (20H-21H); QUI ...
Boas, alguem sabe se já estão a decorrer os trein...
Os jogos de apresentação dos escaloes do CD Mafra,...
JUNIORES E SENIORES - 2a feira, dia 1 de setembro,...
Mensagem importante : Informamos todos os atletas ...
não vai acabar? tens a certeza? só um conselho que...
Eu nao sei de nada , o que e que vai acabar?voce e...
o clube degradou-se, já não é o que era. é um club...
Rogersoares é o que se diz pela vila....