Sexta-feira, 15 de Abril de 2011

J25 [F] CF SASSOEIROS

Última actualização: 23.05.2011

Apesar da estatística ser favorável ao CD Mafra, havia uma grande expectativa em torno deste jogo pois os últimos resultados obtidos pelo CF Sassoeiros, faziam antever um jogo equilibrado. Jogando em casa diante do seu público, motivado pelos bons resultados e pela perspectiva de se qualificar para a final, o CD Mafra esperava um CF Sassoeiros muito difícil de bater. É certo que na última vez que se haviam defrontado, em Mafra, a nossa equipa impôs uma pesada derrota ao CF Sassoeiros (37-21) mas, aquando da última deslocação a Sassoeiros, no Torneio de Abertura, o CD Mafra havia sentido muitas dificuldades para vencer a partida (25-23).

Após meia hora de espera pelos árbitros oficiais, sem sucesso, o jogo acabou por iniciar-se com um voluntário de cada equipa: Carlos Silva (CF Sassoeiros) e Vasco Pereira (CD Mafra) acabaram por arbitrar toda a 1ª parte, tendo-o o feito com grande qualidade, rigor e isenção, mostrando-se imunes à “pressão” exercida por técnicos, jogadores (e até dos adeptos) que este tipo de situações acaba por suscitar.

Fruto de um andebol de melhor qualidade, sobretudo no aspecto defensivo, o CD Mafra foi ganhando vantagem, chegando ao intervalo a vencer por uma diferença de 7 golos (16-9). Na 2ª parte mudaram os árbitros mas, não mudou a tendência do jogo e o CD Mafra foi ampliando a vantagem que chegou a ser de 10 golos. Com o jogo controlado, o técnico do CD Mafra aproveitou então para rodar toda a equipa e a vantagem final ficou pelos 8 golos (30-22), um resultado justo face aquilo que ambas as equipas demonstraram durante a partida.

Como vem sendo habitual, o CD Mafra colmatou a falta de jogadores juniores fazendo alinhar 4 juvenis que, uma vez mais, deram boa conta do recado. O João Fiúza jogou com grandes limitações físicas mas rubricou um excelente jogo. O Nuno Aniceto esteve implacável na defesa, o André Carioca teve mais espaço do que o habitual na posição de pivot daí a sua maior concretização (6 golos), enquanto o Miguel Gomes espalhou a sua “magia” pelo pavilhão. Nota de destaque para as boas exibições dos guarda-redes do CD Mafra. No CF Sassoeiros o destaque vai para os “suspeitos” do costume: a técnica e visão de jogo do central Pedro Afonso, a técnica e poder físico do pivot Paulo Silva e os remates certeiros do João Mendes. O guarda-redes juvenil João Santos desta vez esteve um pouco abaixo daquilo a que nos habituou.

O CD Mafra preparou bem este jogo, encarando-o como uma Final. Concentração, motivação, entrega total, entreajuda e… respeito pelo adversário! Conhecendo o excelente ambiente das bancadas do Pavilhão de Sassoeiros e a motivação que o mesmo gera nos seus jogadores, os adeptos do CD Mafra conseguiram superar em numero e em decibéis os adeptos da casa. Foi o melhor ambiente que algumas vez presenciei num jogo de andebol dos escalões de formação: cada claque “puxava” ruidosamente pela sua equipa, num ambiente de confraternização exemplar. Assim, o desporto vale a pena. Parabéns a ambas as claques, em particular aos jogadores Iniciados e Juvenis do CD Mafra que se mobilizaram para este magnifico apoio. Se na bancada o ambiente era de festa, dentro de campo os jogadores batiam-se com brio e empenho mas, com total lealdade e fair-play, contribuindo assim para um excelente jogo de andebol.

Uma palavra de apreço para esta equipa do CF Sassoeiros que apesar de um ou outro reforço, continua a ser a equipa com jogadores que há menos tempo praticam a modalidade, pelo que, estar a bater-se por uma presença na Final é, só por si, um feito notável! Tive oportunidade de ver estes jogadores em 2009, davam ainda os primeiros passos na modalidade e sofriam pesadas derrotas de quase todos os adversários e a sua progressão é de facto extraordinária.

Na outra Meia-Final aconteceu uma surpresa já que o Campeão Regional e principal favorito à conquista da Taça - a AA Amadora - foi eliminada pelo ABV Almoçageme. Para quem tem acompanhado esta equipa de Almoçageme, não terá sido uma surpresa pois têm dado várias provas do seu valor, sendo uma equipa muito difícil de bater, sobretudo no seu próprio pavilhão.

A presença do CD Mafra e do ABV Almoçageme na Final da Taça de Lisboa acaba por ser algo de inédito, uma vez que se trata de duas equipas periféricas, o que certamente não estaria nas previsões dos maiores clubes do Andebol Regional.

Marcadores CDM: 1ª parte - 1 André; 2 Miguel; 3 André; 4 David; 5 André; 6 André; 7 Mota; 8 Miguel; 9 André; 10 Miguel (7m); 11 Miguel; 12 Mota; 13 Jorge, 14 Miguel (7m);  15 Jorge; 16 Fiúza; 2ª parte - 17 Miguel (7m); 18 Bento; 19 Miguel (7m);  20 André; 21 Fiúza; 22 Vasco; 23 Pedro Soares; 24 Mota; 25 Fiúza; 26 Fiúza; 27 Miguel; 28 Miguel; 29 Miguel e 30 Miguel.

Clique na Ficha de Jogo para ver a Ficha Oficial no site da FPA

 

 

Transcrevo o texto publicado no blogue do CF Sassoeiros sobre este jogo:

 

Mafra “vai ao Restelo” e deixa Juniores para trás
Não é todos os dias que se joga uma meia-final. E os Juniores do Sassoeiros na realidade nunca tinham jogado uma, se bem me lembro. Quiçá foi precisamente essa a razão para que eles tenham entrado tão nervosos em campo quando disputaram, em nossa casa, a “ida ao Restelo” (que é como quem diz ir à final da Taça no pavilhão do Boa-Hora) contra a excelente equipa do C. D. Mafra. Sabíamos de antemão que as hipóteses de passarmos à final da Taça de Lisboa, versão Juniores, não eram as melhores. Mas os “putos” já nos surpreenderam umas quantas vezes esta época e, pela excelente atitude demonstrada, nada parecia descabido. Mas a primeira parte do jogo trouxe-nos e aos Juniores rapidamente de volta à realidade.

O Mafra, comandado pelo excelente Miguel Gomes, cedo tomou as rédeas do jogo e trocou a bola com à-vontade e sobretudo com qualidade. Assim, apesar do esforço e da garra dos nossos Juniores, o 9:16 que se registava ao intervalo não surpreendeu. Perdida a esperança de uma passagem à final – ou quase –, os Juniores do Sassoeiros entraram bem melhor na segunda parte. De facto, não conseguiram reduzir a vantagem que o Mafra conquistara na primeira parte, mas a segunda parte foi muito mais bem disputada, mais renhida e, consequentemente, mais interessante. O resultado parcial da segunda parte é bem espelho disso (foi 13:14).
Resumindo, os Juniores conquistaram o direito de se sentirem orgulhosos. Chegaram à meia-final da Taça, tentaram dar luta a um adversário claramente superior e perderam contra um dos melhores plantéis do Regional e contra uma das equipas que melhor joga. Assim sendo, nada de se sentirem inferiorizados, ok?
Destaques há muitos e o maior destaque vai claramente para dois aspectos que não têm directamente a ver com os atletas. Estou a falar em primeiro lugar do excelente ambiente registado no pavilhão do Sassoeiros, que esteve muito bem preenchido e assistiu a uma árdua disputa de claques. A propósito de claques, um aplauso para a claque do Mafra, que nunca deixou de apoiar a sua equipa, sem que tenha recorrido aos impropérios aos quais se assiste em tantos outros pavilhões. Assim, até dá gozo assistir a estes jogos. O segundo destaque extra-atletas vai curiosamente para dois atletas que não jogaram. Refiro-me aos árbitros improvisados da primeira parte – o Carlos Silva do Sassoeiros e o Vasco Pereira do Mafra – que fizeram uma excelente arbitragem. Outro destaque extra-atletas, mas negativo, para o treinador do Mafra e a sua deplorável atitude antes do jogo, que em nada se ajusta à excelente imagem do Mafra, dos seus atletas e das suas gentes, sobretudo do dirigente José Mota, que saúdo aqui.
Quanto aos destaques propriamente ditos, começo pelo Mafra, onde sobressaíram os jogadores habituais, nomeadamente o Miguel, o Fiúza e o Carioca, não só pelos golos, mas também pela qualidade de jogo. Também gostei muito de ver a defesa do Mafra, que se mostrou sempre unida. No Sassoeiros, os destaques vão claramente para o juvenil João Macedo, que jogou muito bem, a meu ver, para o João Mendes, que podia ser um fabuloso lateral direito (ou ponta direito) se tivesse mais do que meio pulmão, e sobretudo para o Rúben Conceição, que atingiu o pico de forma tarde na época, mas a tempo de demonstrar que não desaprendeu. Que seja bem-vindo o regresso do “velho” Rúben.
Amanhã, quinta-feira, os Juniores vão encerrar a sua época com um jogo em casa do Torrense. Não espero uma vitória, mas espero - não, exijo - a atitude e a garra que têm demonstrado em grande parte dos jogos desta época. O futuro do Andebol do Sassoeiros está bem entregue, não só aos Juniores, como também aos Juvenis. Parabéns por tudo o que fizeram esta época...
Carlos Amaral

Fonte: http://cfsandebol.blogspot.com/

  JOGOS ANTERIORES (Presente Época)

   

  

JOGOS ANTERIORES (Época 2009-2010)

   

  

 

Época 2008-2009

 

 

Publicado por Antonio Fonseca às 21:02
| COMENTAR
15 comentários:
De Anónimo a 2 de Junho de 2011 às 18:22
a ficha de jogo que esta na associaçao esta correcta??
De Antonio Fonseca a 2 de Junho de 2011 às 19:44
Não. No que se refere a golos do CD Mafra está quase tudo mal. O correcto é o que coloquei na ficha "não oficial"
De Carlos Amaral a 23 de Maio de 2011 às 22:37
Caro António,

Excelente crónica. Um texto que demonstra uma imparcialidade invulgar nos tempos que correm. Parabéns ao Mafra pela merecida passagem à final e pelo grandioso apoio da sua massa associativa. O ambiente foi espectacular. Parabéns também aos dois árbitros improvisados e aos dirigentes do Mafra pela maneira como lidam com os "adversários". Pena que essa boa educação e simpatia não tenha reflexo no técnico dos Juniores, que teve uns comentários extremamente desagradáveis, uma gritante falta de fair-play e uma atitude terrivelmente prepotente com o Sassoeiros, o seu técnico e os dirigentes. O Sassoeiros não merece insinuações, nem ofensas das que ele proferiu...

Saudações
Carlos Amaral

De Antonio Fonseca a 24 de Maio de 2011 às 00:33
Obrigado, caro Amaral. Estava de facto um ambiente fantástico na bancada e os árbitros "improvisados" estiveram muito bem. Quanto ao que refere sobre o técnico do Mafra, não assisti e por isso não vou comentar mas, tenho-o em muito boa conta, apesar de, por vezes, no calor do jogo ser um pouco impulsivo. Um abraço.
De Anónimo a 23 de Maio de 2011 às 18:24
correcçao sr fonseca, os remates certeiros de duarte martins esta errado, o duarte esta suspenso 4 jogos devido aos desacatos em paço de arcos, por isso deve querer referir-se ou ao lateral direito joao mendes ou ao esquerdo ruben conceiçao

Paulo Silva
De Antonio Fonseca a 23 de Maio de 2011 às 18:32
Refiro-me ao nº 13 que, se a memória não me falha, fez 3 golos ao ângulo da baliza.
De Anónimo a 23 de Maio de 2011 às 18:38
joao mendes
De Antonio Fonseca a 23 de Maio de 2011 às 18:46
Obrigado Paulo, já procedi à correcção. E já que falam em desacatos, aproveitei para acrescentar uma palavra sobre a lealdade e fair play demonstrado pelos jogadores de ambas as equipas. Notável!
De Anónimo a 23 de Maio de 2011 às 19:01
sim concordo apesar de ser um jogo de pressao penso que todos lidaram bem com isso
De Anónimo a 23 de Maio de 2011 às 19:37
Parabéns pelo excelente texto!

Joao Santos
De Anónimo a 24 de Maio de 2011 às 09:31
Caro António,

Como sempre um excelente texto e vídeo. Relativamente a um dos golos do Mendes havia a dúvida se a bola entrou ou não, e eu como árbitro de baliza validei o golo, porque não tive dúvidas. Ao intervalo, e em conversa com várias pessoas do Mafra, por sinal pessoas 5 estrelas, disseram-me que já tinham visto o vídeo, e que a bola não entrara toda. No vídeo agora publicado não é perceptível a primeira vez que a bola bate no chão, mas mantenho a minha opinião pela forma como a bola depois vai à trave.

Boa sorte para a final.
Cumprimentos

Carlos Silva
De Antonio Fonseca a 24 de Maio de 2011 às 23:42
Obrigado Carlos Silva. Qualquer que fosse a decisão nesse lance, seria sempre polémica. Mesmo que não tenha razão - e eu não faço ideia se a bola entrou ou não - ninguém o pode criticar pela decisão tomada.
Tanto o Carlos como o "nosso" Vasco deram um bom exemplo de rigor e imparcialidade. Um abraço.
De Anónimo a 23 de Maio de 2011 às 15:21
oh mafra, para quem nao queria jogar contra o sassoeiros por causa do que se disse por aqui e pelas fichas de jogo com muitas exclusoes e vermelhos, nao vao ver a ficha de jogo do almoçageme senao quase que nao jogam
De Anónimo a 25 de Maio de 2011 às 13:57
Mas porque será que todas as equipas só se preocupam em falar mal do almoçageme , já se torna um pouco ridículo e desconfortável . Acho que se deviam preocupar mais em jogar do que deitar defeitos nos outros ! Almoçageme , muitos parabéns pela vossa época , chegaram onde chegaram graças a vocês e não a por defeitos nos outros :D TENHO ORGULHO EM VOCÊS !
De Anónimo a 23 de Maio de 2011 às 15:18
pena nao ter havido logo arbitros desde o inicio, esta meia final merecia isso

parabens aos arbitros que apitaram a primeira parte, deram o seu melhor, nao se podia pedir mais

Comentar post

VISITANTES:


desde 30.09.07

NOTICIAS

FOTO DA SEMANA

EQUIPAS

TREINOS

VIDEOS

OPINIÃO

EDITOR

APOIOS

PAVILHÃO

Boa Tarde, venho informar de que o Campeonato Naci...
TREINOS (Nova Época):SENIORES: TER (20H-21H); QUI ...
Boas, alguem sabe se já estão a decorrer os trein...
Os jogos de apresentação dos escaloes do CD Mafra,...
JUNIORES E SENIORES - 2a feira, dia 1 de setembro,...
Mensagem importante : Informamos todos os atletas ...
não vai acabar? tens a certeza? só um conselho que...
Eu nao sei de nada , o que e que vai acabar?voce e...
o clube degradou-se, já não é o que era. é um club...
Rogersoares é o que se diz pela vila....