Quinta-feira, 17 de Novembro de 2011

OPINIÃO (VII)

 

Balanço da Fase de Apuramento

 ADVERTÊNCIA: ADVERTE-SE QUE O TEXTO ABAIXO CONTÉM OPINIÕES QUE PODEM FERIR A SUSCETILIDADE DE ADEPTOS E SIMPATIZANTES DE ALGUNS CLUBES.

  

Terminada a fase de qualificação para a 2ª fase do Nacional da 2ª Divisão, é tempo de felicitar as equipas apuradas e fazer um balanço desta fase da competição. Na tabela abaixo apresento as classificações finais, evidenciando as equipas apuradas para a 2ª Fase do Nacional da 2ª Divisão, às quais endereço as minhas felicitações e votos de boa sorte.

 [CLASSIFICAÇÃO FINAL]

Nota: No escalão de Iniciados M, o CDE Camões não se inscreveu no Nacional pelo que a equipa apurada foi o GM 1ºDezembro (Queijas)

 

 [MELHORES MARCADORES]

 

Globalmente o balanço que faço da fase de apuramento não é muito positivo pois existem vários aspetos que deveriam merecer melhor atenção por parte dos agentes desportivos.

 

As equipas participantes

A primeira nota negativa diz respeito ao decréscimo do número de equipas em competição que, em média, regrediu 20% face à época passada. Essa erosão é mais significativa nos escalões de formação mais baixos, o que deve ser motivo de especial preocupação com o futuro da modalidade.

O abandono da Académica da Amadora, clube com grande tradição na modalidade é um facto a lamentar, até porque na época passada havia marcado presença em todos os escalões masculinos, tendo mesmo sido Campeão Regional de Juniores. Apesar da recessão, alguns clubes conseguiram consolidar os seus projetos de crescimento sustentado: Boa Hora FC, NAAL Passos Manuel (com o projeto das escolas), Oriental, 1º Dezembro de Queijas e, obviamente, CD Mafra.

Como nota muito positiva regista-se ainda a estreia do CD Mafra e do Ginásio de Odivelas num escalão Feminino, onde como é sabido escasseiam as equipas (apenas o NAAL Passos Manuel, a ASS Assomada e o Porto Salvo marcavam presença).

Como aspetos mais positivos, destaco ainda o sistema de disputa que foi adotado na competição, de todos contra todos em duas voltas (casa e fora) – com exceção do escalão de Infantis – que é sem dúvida o mais equilibrado e com melhor aceitação entre os clubes. A competição também saiu valorizada pela participação das equipas “B” dos maiores clubes de Lisboa – Benfica, Sporting e Belenenses – que assim trouxeram maior competitividade e qualidade às provas.

 

As vitórias administrativas...

Na minha opinião, um dos aspetos a melhorar é a questão das sanções disciplinares às equipas. No escalão de Juniores (e também no escalão de Juvenis Femininos) uma equipa foi castigada pela utilização irregular de um dos seus jogadores, sendo-lhe atribuída derrota por falta de comparência. Não questiono a retirada dos pontos à equipa que infringiu o regulamento mas, tenho muitas dúvidas que a atribuição dos pontos à outra equipa seja uma decisão acertada, já que isso põe em causa a equidade perante os restantes adversários, que não puderam beneficiar de “vitórias administrativas”. Na minha opinião os pontos retirados à equipa prevaricadora não deveriam ser atribuídos ao adversário (que não foi capaz de os conquistar dentro de campo), ou então, todos os jogos com a equipa infratora deixavam de contar para a classificação, de modo a colocar todas as restantes equipas em pé de igualdade. Esta prática é usada em muitos campeonatos, respeitando-se o resultado obtido em campo mas, penalizando a equipa infratora com pontos negativos.

 

O jogo violento e conflituoso

Outro aspeto negativo nesta fase de apuramento foi um aumento do jogo violento e das atitudes antidesportivas (incluindo agressões!), nem sempre devidamente sancionadas pelos árbitros e pelos demais agentes desportivos. É preciso mudar atitudes e comportamentos, não podemos aceitar a “vitória a qualquer preço”. Houve vários jogadores, técnicos e dirigentes punidos mas, ficou muita coisa por sancionar, durante (e após) os jogos. O castigo de 4 anos aplicado a um jovem jogador (que, na prática, significa a sua irradiação da modalidade) deve fazer-nos refletir. Não conheço em detalhe o que levou à suspensão desse jogador mas, poucas semanas antes vi-o em Mafra a agredir um adversário com um murro, comportamento que os árbitros não vislumbraram e que os responsáveis da equipa fizeram “vista grossa”. Será o jogador o único responsável por aquilo que lhe aconteceu? Provavelmente até será mais uma vítima…

Outra componente que, na minha opinião, não evoluiu favoravelmente foi a qualidade de jogo, em virtude desse acréscimo de violência e de desrespeito pelas regras de jogo. Em consequência disso, raramente jogam 7 contra 7 e isso acaba por potenciar o jogo lento e o anti-jogo, prejudicando o espetáculo. O andebol é bonito quando é jogado de forma rápida, ataque, contra-ataque, reposição rápida mas, infelizmente, ainda continuamos a assistir ao “calma, organiza”… Os melhores jogos dos juniores a que assisti foram o Paço de Arcos – CD Mafra (38-42) e o Boa Hora FC – CD Mafra (31-30) pela forma rápida de jogar e pelos golos espetaculares, com as equipas na disputa do resultado até ao final. Observando a tabela de resultados facilmente se percebe que estas equipas proporcionaram outros jogos espetaculares, em particular os confrontos entre si.

 

As arbitragens permissivas

A maioria das arbitragens são castradoras do jogo bonito, seja pela permissividade no jogo violento e na conflitualidade, ou pelo excessivo rigor nas jogadas espetaculares. Os melhores golos acabam sempre por ser anulados porque o árbitro viu um jogador pisar a linha por um centésimo de milímetro. E muitos bons golos não chegam sequer a acontecer porque o árbitro não soube esperar pelo desfecho da jogada. Não conheço nenhum desporto onde a lei da vantagem seja tão mal aplicada como é no andebol. Anulam-se jogadas espetaculares para se dar lugar a marcação de livres de 7 metros!...

Como se não bastasse a qualidade do andebol que tem vindo a ser praticado, os árbitros não parecem dispor das mesmas regras de jogo, tal a diversidade de interpretações que usam. Enquanto uns são demasiados permissivos com o jogo violento, outros procuram controlar o jogo logo de início, sancionando o que não tem sentido sancionar, para depois acabarem o jogo permitindo quase tudo em campo, como aconteceu no jogo dos juniores em Almada. Outros fazem uma aplicação rigorosa e excessiva das regras, sem perceberem que eles próprios têm o dever de contribuir para a valorização do espetáculo. No jogo de juniores CD Mafra – BV Almoçageme os árbitros assinalaram 17 livres de 7 metros! Será que se consegue seduzir alguém para esta modalidade a ver livres de 7 metros?

Apesar de tudo isso, a estreia de novos elementos na arbitragem foi um dos aspetos mais positivos desta época. Embora obviamente inexperientes, uma boa parte deles já deu mostras de boa evolução e capacidade para melhorar o nível das arbitragens, valorizando o jogo no sentido de este ser mais bonito e menos conflituoso.

 

Os adeptos ... das vitórias

Finalmente (e esta análise já vai longa), considero que este ano houve mais pessoas a assistirem aos jogos mas, infelizmente, nem sempre evidenciaram os comportamentos que todos desejaríamos. Não presenciei mas, têm-me sido relatados casos em que além das agressões verbais, ocorreram agressões físicas envolvendo adeptos e até agentes desportivos. E tivemos clubes obrigados a jogar “à porta fechada”. Infelizmente, as pessoas não vão aos pavilhões assistir a um espetáculo de andebol, como seria salutar, vão apenas e só para ver a sua equipa ganhar. Quando vejo pais irados de fúria num jogo de Infantis, interrogo-me se devo trazer para esta modalidade os meus filhos mais novos…

 

 

As minhas escolhas

O escalão que acompanhei mais de perto foi o escalão dos Juniores pelo que de seguida apresento as minhas escolhas, feitas com base naquilo que pude observar e com as limitações próprias de quem não acompanhou todas as equipas.

 

MELHOR EQUIPA: NAAL PASSOS MANUEL

A equipa do NAAL Passos Manuel revelou-se desde o início da competição como a mais forte candidata ao apuramento e fez um percurso irrepreensível até alcançar a qualificação. Viria a perder em Loures (por um golo apenas) quando ambas as equipas já tinham assegurado a qualificação. Na minha opinião o GS Loures e o Almada AC também mostraram ser equipas fortes e merecedoras da qualificação mas, devido a irregularidades administrativas, o Almada AC acabou por não conseguir qualificar-se e foi o CD Paço de Arcos que beneficiou com isso.


EQUIPA REVELAÇÃO: BOA HORA FC

A jovem equipa da Boa Hora FC revelou-se uma agradável surpresa, não só pela qualidade e espetacularidade do andebol praticado (rápido e eficaz) mas também pela atitude e entrega dos seus jogadores dentro de campo. Com um estilo de jogo muito agradável de seguir e exemplares em termos de fair-play, acredito que esta equipa ainda vai dar muito que falar no Campeonato Regional.


MELHOR JOGADOR: JOÃO GUERREIRO (Almada AC)

Quem o defrontou em campo ou quem da bancada o viu jogar, não terá certamente dúvidas em considerá-lo o melhor jogador Júnior desta fase de apuramento. Jogador forte, rápido, tecnicamente muito evoluído e com um remate poderoso e certeiro, o João Guerreio foi o jogador com melhor média de golos por jogo, tendo marcado 18 golos no jogo com o CD Mafra e 17 golos em Loures! Faltou a 5 dos 16 jogos porque este não era o “seu campeonato”, já que se encontra a disputar o Nacional da 3ª Divisão nos seniores do Almada AC, onde ainda não falhou um jogo e onde é o líder da lista dos melhores marcadores (com 30 equipas em competição)!


JOGADOR REVELAÇÃO: PEDRO ROLIM (CD Mafra)

O Pedro Rolim teve uma prestação notável, sobretudo se tivermos em conta que a sua equipa não foi além do 5º lugar na classificação final. Com 15 jogos disputados (em 16 possíveis) o Pedro Rolim sagrou-se Melhor Marcador da prova com 134 golos marcados mais 10 do que o 2º classificado (João Guerreiro do Almada AC). Se esse facto já seria suficiente para justificar a escolha como Jogador Revelação, acresce referir que o Pedro Rolim se estreou este ano no escalão de Juniores pois esteve fora da competição durante toda a época passada. Um regresso em grande!


MELHOR TREINADOR: MARIA MURINELLO (CDE Camões)

A Maria Murinello é um excelente exemplo do que deve ser um técnico dos tempos modernos. Com conhecimentos profundos da modalidade (que praticou durante largos anos) a Maria distingue-se dos restantes técnicos pela sua serenidade, capacidade de comunicação, fair-play e, sobretudo, pela forma como exige aos seus jogadores atitudes desportivas adequadas e respeito pelas regras de jogo. Sem dúvida, um exemplo a seguir.


MELHOR DIRIGENTE: JOSÉ MOTA (CD Mafra)

Mesmo não conhecendo o trabalho de muitos dirigentes de outros clubes, não me é difícil reconhecer o José Mota como um dirigente exemplar, na atitude e na forma de estar no desporto, tratando todos os agentes desportivos com cordialidade, deferência e fair-play. Para além da minha admiração pessoal, tenho presenciado esse reconhecimento por parte de dirigentes de outros clubes. Admito que possam existir outros dirigentes com as mesmas qualidades mas, melhor é impossível.


MELHOR ÁRBITRO: JOSÉ FRANCISCO

Quase a completar 60 anos de idade, o árbitro José Francisco continua a ser o melhor árbitro das competições regionais, a par do seu habitual parceiro, o já sexagenário Joaquim Mateus. O José Francisco foi durante muitos anos árbitro ao mais alto nível da modalidade e devemos agradecer-lhe a sua disponibilidade para se manter no ativo. Experiente, rigoroso e discreto, o Jose Francisco deve constituir um exemplo para a nova geração de árbitros.


ÁRBITRO REVELAÇÃO: ANA CLÁUDIA FERREIRA

No final da época passada, a Ana Ferreira estreou-se na arbitragem revelando inexperiência e insegurança. Fez uma notável progressão e atualmente dirige as partidas com rigor e isenção, denotando uma forte confiança em si própria que certamente a ajuda nas decisões mais difíceis. Tem mostrado ser capaz de controlar e impor disciplina em campo, com uma comunicação correta com os jogadores e técnicos, com autoridade mas sem autoritarismo. Para além destas qualidades, a Ana Ferreira é uma jovem bonita e elegante, o que só por si faz retrair os ânimos mais exaltados da bancada…


MELHOR PÚBLICO: CF SASSOEIROS

Como já referi houve mais pessoas a assistir a jogos mas, o ambiente nas bancadas dos diversos pavilhões nem sempre foi aquele que todos gostaríamos que fosse. O pavilhão da localidade de Sassoeiros continua a ser o local mais aprazível para se ver um jogo de andebol, onde os adeptos se misturam na bancada e conversam entre si sobre as “peripécias” do jogo e se divertem com os acertos e os desacertos dos jogadores e dos árbitros.

Uma última palavra de apreço para a capacidade mobilizadora da claque do CD Mafra no apoio a todos os escalões e para os adeptos do 1º Dezembro de Queijas que acompanham a equipa de Iniciados, numerosos, ruidosos e exemplares em fair-play!

 

 António Fonseca

 Editor do Blogue

http://andebolmafra.blogs.sapo.pt/

 Publicado em 22 janeiro 2012

Publicado por Antonio Fonseca às 19:25
| COMENTAR
23 comentários:
De anonimo a 2 de Fevereiro de 2012 às 15:07
Este campeonato regional de juniores vai ser muito fraco pelas equipas que vão jogar muito abaixo de nivel em relação a outros anos e penso quem vai vençer o campeonato regional de juniores vai ser o ALMADA.Vai haver jogos muitos fracos neste campeonato regional de juniores que não vai ter muita interesse para modalidade de andebol porque não vai haver grandes jogos e se houver grandes jogos só vai haver Mafra-Almada,Boa Hora-Almada.
De Anónimo a 2 de Fevereiro de 2012 às 17:35
entao e tu vieste ca fazer o que constatar factos para seres aplaudido, uooou o teu comentario e genial
De Francisco Barroca a 1 de Fevereiro de 2012 às 23:44
1º Dar os parabéns pelo excelente trabalho realizado pelo CD Mafra em prol do ANDEBOL e pelos seus resultados desportivos. Sei por experiência própria que não é fácil levar por diante um projecto em que as entidades oficiais em cada nova época levantam mais uma mão cheia de dificuldades e que os custos são cada vez maiores.
2º Do que me é dado a conhecer do clube, a máxima de "primeiro as pessoas depois os resultados" serve de exemplo para outros que não olham a meios para atingir os fins.
3º Deixar um abraço ao António Fonseca pelo excelente trabalho (e aqui também sei do que falo) efectuado com este blog.

Francisco Barroca
CDE Camões
De Antonio Fonseca a 4 de Fevereiro de 2012 às 00:11
Agradeço as suas palavras simpáticas. Vindas de quem tem provas dadas na modalidade, são especialmente motivadoras para nós e dão-nos mais responsabilidade para fazer mais e melhor. Bem haja.
De anonimo a 25 de Janeiro de 2012 às 14:20
Penso que nas escolhas do Melhor Treinador não concordou porque Camões estive muito mal nesta fase de apuramento e como se pode escolher uma treinador que os resultados não são bons penso que o Melhor Treinador devia ser o Treinador de Passos Manuel porque ao longo de competição mantive constante nos resultados e só perdeu 1 jogo desta fase de apuramento em que o Camões perdeu muitos,penso que seria mais correcto esta escolha..Na minha opinião essa treinadora estar nessas escolha é um bocado injusto para outros treinador porque ela não é assim grande treinadora como o senhor editor de blog diz no resumo de escolhas,os grandes treinadores vê-se pelos resultados.Saudações desportivas
De Anonimo a 25 de Janeiro de 2012 às 13:33
Quando sao os sorteios dos Campeonatos Regionais ?
De anonimo a 25 de Janeiro de 2012 às 00:00
"Exclente blog este, são pessoas como o Sr. António Fonseca que fazem falta ao andebol para que este se mantenha vivo."
De Antonio Fonseca a 24 de Janeiro de 2012 às 22:20
Datas dos Sorteios da 2ª Fase do CN 2ª Divisão:

Juvenis M - 02.02.2012 pelas 17.00 horas

Juniores M - 07.02.2012 pelas 17.00 horas

Iniciados M - 07.02.2012 pelas 17.15 horas

Infantis M - 08.02.2012 pelas 17.15 horas

Juvenis F - 08.02.2012 pelas 17.00 horas

Iniciados F - 08.02.2012 pelas 17.30 horas

Infantis F - 09.02.2012 pelas 17.00 horas

Julgo que os sorteios das competições regionais se realizam nas mesmas datas.
De Joao a 24 de Janeiro de 2012 às 21:03
Quando vai sair o sorteio de campeonato regional de juvenis alguém sabe?
De anonimo a 24 de Janeiro de 2012 às 15:56
Quando vai sair o sorteio de campeonato regional de juniores alguém sabe?
De Antonio Fonseca a 24 de Janeiro de 2012 às 19:31
PO.5 – CN Juniores Masculinos 2ª Divisão - 2ª Fase
Sorteio dia 07.02.2012 pelas 17.00 horas
De Carlos Garcia a 24 de Janeiro de 2012 às 00:29
A melhor homenagem que lhe podemos fazer é colocar esta análise muito bem feita no nosso Blog.
Bem-Haja.
Carlos Garcia
Boa-Hora ROFF
De Antonio Fonseca a 24 de Janeiro de 2012 às 22:36
O importante é divulgar a modalidade e fazê-la evoluir com qualidade. Tudo o que tenho neste blogue pode ser livremente transposto para outros blogues. Isso até é um motivo de orgulho para mim.
Um abraço
De Antonio Fonseca a 23 de Janeiro de 2012 às 22:42
Caros visitantes,

Procedi a umas pequenas correções no texto do balanço da fase de apuramento (pelo menos agora as classificações estão corretas).

Agradeço a todos as palavras simpáticas que dirigiram ao blogue, em particular ao Carlos Amaral que, sendo bloguista como eu, conhece bem as dificuldades de publicar um artigo de opinião. Pelo menos desta vez parece que a coisa não descambou…

Não vou responder individualmente a cada comentário mas deixo aqui algumas observações:

1. Concordo que faltou a nomeação de um Guarda-Redes mas, não consegui optar por um, dado o equilíbrio entre eles (para melhor jogador e jogador revelação a escolha foi bem mais fácil)

2. Concordo que o técnico do Boa Hora FC/ROFF é um excelente técnico (e nomear a sua equipa como equipa revelação já é um reconhecimento disso mesmo). A escolha do técnico do CDE Camões foi com base nas suas capacidades formativas e não tanto nos resultados desportivos. Mas admito que me posso ter deixado influenciar por acompanhar o seu trabalho desde há vários anos, o que não acontece em relação ao técnico do Boa Hora.

3. Quanto ao melhor árbitro, eu dei a minha opinião mas, nestas coisas das arbitragens aparece sempre alguém a dizer mal sem propor alternativas.

4. Quanto à “equipa ideal”, se for essa a vontade dos visitantes, podemos avançar com propostas mas, talvez seja de deixar para o final da época.

Saudações desportivas,
António Fonseca

Comentar post

VISITANTES:


desde 30.09.07

NOTICIAS

FOTO DA SEMANA

EQUIPAS

TREINOS

VIDEOS

OPINIÃO

EDITOR

APOIOS

PAVILHÃO

Boa Tarde, venho informar de que o Campeonato Naci...
TREINOS (Nova Época):SENIORES: TER (20H-21H); QUI ...
Boas, alguem sabe se já estão a decorrer os trein...
Os jogos de apresentação dos escaloes do CD Mafra,...
JUNIORES E SENIORES - 2a feira, dia 1 de setembro,...
Mensagem importante : Informamos todos os atletas ...
não vai acabar? tens a certeza? só um conselho que...
Eu nao sei de nada , o que e que vai acabar?voce e...
o clube degradou-se, já não é o que era. é um club...
Rogersoares é o que se diz pela vila....